JC ESTÉTICA DENTÁRIA - Notícias


ENDODONTISTAS E CLÍNICOS GERAIS TEM DIFERENTES PROTOCOLOS DE DESINFECÇÃO DENTAL, SEGUNDO ESTUDO

Uma equipe de pesquisadores espanhóis realizou um estudo para determinar se há diferenças nos protocolos de desinfecção de endodontistas e dentistas clínicos gerais. Por meio de uma pesquisa online, os cientistas descobriram que endodontistas mais provavelmente se mantêm atualizados de acordo com os protocolos publicados na literatura, enquanto os dentistas clínicos gerais contam com protocolos que aprenderam durante a sua formação odontológica. A pesquisa consistiu em nove perguntas sobre protocolos de irrigação e outros fatores relacionados a desinfecção durante o tratamento do canal radicular. Os pesquisadores não encontraram diferenças estatisticamente significativas na primeira escolha do inquiridos de uma solução irrigante: hipoclorito de sódio. No entanto, observaram diferenças estatisticamente significativas nos protocolos utilizados pelos dentistas clínicos gerais e por endodontistas em relação a diversos fatores. Esses fatores incluem a concentração do hipoclorito de sódio, a utilização e o tipo do irrigante aplicado para remover a camada residual, o uso de adjuntos para a irrigação, o alargamento do preparo apical quando modelando um dente necrosado, e ainda a manutenção da patência apical durante o debridamento e modelagem. “Os resultados da pesquisa demonstram que endodontistas se mantêm atualizados com os protocolos publicados na literatura, enquanto que os dentistas clínicos gerais usam protocolos que aprenderam durante a sua formação odontológica. Ambos os grupos de dentistas deveriam estar cientes da importância das técnicas de desinfecção e sua relação com o resultado do tratamento,” afirmaram os pesquisadores.

Fonte: Dental Tribune



Depoimentos



Depoimento
Depoimento
Depoimento
Depoimento
Depoimento
« »